Volte ao SPIN

SPIN01 SPIN02 SPIN03 SPIN04 SPIN05 SPIN06 SPIN07
SPIN08 SPIN09 SPIN10 SPIN11 SPIN12 SPIN13 SPIN14
SPIN15 SPIN16 SPIN17 SPIN18 SPIN19 SPIN20 SPIN21
SPIN22 SPIN23 SPIN24 SPIN25 SPIN26 SPIN27 SPIN28
SPIN29 SPIN30 SPIN31 SPIN32 SPIN33 SPIN34 SPIN35
SPIN36 SPIN37 SPIN38 SPIN39 SPIN40 SPIN41 SPIN42
SPIN43 SPIN44 SPIN45 SPIN46 SPIN47 SPIN48 SPIN49
SPIN50 SPIN51 SPIN52 SPIN53 SPIN54 SPIN55 SPIN56
SPIN57 SPIN58 SPIN59 SPIN60 SPIN61 SPIN62 SPIN63

SPIN64 SPIN65 SPIN66 SPIN67 SPIN68 SPIN69 SPIN70
SPIN71 SPIN72 SPIN73 SPIN74

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Vitória F

Amigos e amigas do facebrother Vcs viram o sorriso de Mona LiSA Precisa comentar.... Não O mundo é para ser sentido, não para ser explicado Viaje na onde Grato, Spin offline Em tempo: Mona Lisa cada uma tem a sua e essa aí é a minha E ontem mesmo eu estava conversando com o Marcelo Maistroiane e ele falou muita coisa sobre esta obra Que Duchamp foi muito criticado por se apropriar de obras prontas na sua arte Até parece que arte não é isso: Apropriação, imitação... Sim, o spin tinha grilos quanto a isso mas era pq ele fugia da visibilidade como o diabo foge da cruz, dai a sua versão a todo e qualquer forma de manifestação, inclusive através da inspiração por parte de terceiros, agora não, façam o que quiser com estas coisas, com o calendário, de 2013, como fez Carlos Sena Passos, spin professor, humano É a vida de verdade

Forma: A Mona Lisa do spin

sábado, 11 de janeiro de 2014

Duchamp do Maranhão ou: Sapato D

Tempos atrás sonhei que encontrava-me em visita a uma galeria de arte onde se encontrava exposto um sapato disforme sob uma móvel, acho que uma mesa branca
O nome da obra: Sapato D
Momentos atrás, de saida para uma viagem, lá se vem meu pai, chegando aos 90 anos de idade e sem qualquer noção sobre o que seja arte, com um objeto na mão
Levei um susto: ué, meu pai virou artista....isso é uma obra de arte
Seria ele que tipo de arte.. o meu pai  um artista de rua,,,ou melhor dizendo: artista na rua,,,,

Que coisa é essa de se considerar andares para a arte maior vs menor  - a arte de rua seria menor ou maior - e onde fica a importância dada por parte de quem vê a obra.

De saída para uma praia em São Luiz do Maranhão, para o Encontro Anual de Natal de Familiares, na hora da saída, meu preocupado com um par de sapatos, o enfia num par de meia negro, e de imediato captei aquilo, não o vi com um par de sapatos convencional...assim meu pai entrou na História do SPIN
Engraçado, este evento fez-me lembrar de um outro evento/sonho, o Duchamp do Maranhão: aquele rapaz que trabalhava na oficina de conserto de bicicletas e, agora, meu pai com sapatos na mão...
Sim, Duchamp do Maranhão e a única diferença é quanto à consciência quanto se aquilo seria ou não arte, algo a ver com o conhecimento: Duchamp sabia o que fazia e meu pai não mas eu, filho, sabia, e por ter uma leve noção sobre o que é arte,  registrei,...,..quem é o artista no caso...eu...meu pai....sendo esta minha/nossa função: transportar.....eu de forma mais ou menos consciente/olheiro e, meu pai, inconsciente....